menu x
menu x

Camila Titinger, soprano lírico ítalo-brasileira, tem tido grande destaque na Europa nos últimos três anos. Nesse período, tem também atuado nos papéis principais de soprano nas mais importantes salas de concerto e teatros de ópera do Brasil. 

Em 2015, Camila foi umas das vencedoras do Concurso Internacional de Canto Neue Stimmen, na Alemanha, e em 2016 cantou no concerto de abertura do Festival Bregenz, na Áustria, com a Orquestra Sinfônica de Viena sob regência de Paolo Corignani.

Estreou na França em 2016/2017, interpretando a Condessa de Almaviva em As bodas de Fígaro, de Mozart, na Ópera de Toulon.

Foi uma das vencedoras no Concurso Paris Opera, no Théatre des Champs-Élysées, em Paris, e também foi premiada no Concurso Giusy Devinu em Cagliari, Itália.

Em abril de 2017, cantou as Bachianas Brasileiras nº 5 de Villa-Lobos no Teatro Real de Madrid. Recentemente, foi convidada a cantar acompanhada pelo pianista Craig Terry em concerto organizado pelo Concurso Neue Stimmen na casa do embaixador alemão em Washigton, Peter Wittig.

Sua conquista mais recente foi em junho de 2018, ao se tornar uma das vencedoras do Concurso Internacional Belvedere, em Latvia. Como prêmio, realizou apresentações no Aalto Theater und Philharmonie Essen, Alemanha.

Desde janeiro de 2018, Camila Titinger tem se apresentado com Plácido Domingo em concertos em varias cidades, incluindo Ljubljana, Strassburgo e Boston.

Em 2019 fez seu debut em Londres, no Garsington Opera Festival, interpretando Donna Anna em Don Giovanni de Mozart.

Cantou pela primeira vez no Teatro Solís de Montevidéu como Pamina, em A flauta mágica, e estrou no papel de Hanna Glawari, na opereta A viúva alegre no Theatro Municipal de São Paulo.

Camila Titinger, soprano lírico ítalo-brasileira, tem tido grande destaque na Europa nos últimos três anos. Nesse período, tem também atuado nos papéis principais de soprano nas mais importantes salas de concerto e teatros de ópera do Brasil. 

Em 2015, Camila foi umas das vencedoras do Concurso Internacional de Canto Neue Stimmen, na Alemanha, e em 2016 cantou no concerto de abertura do Festival Bregenz, na Áustria, com a Orquestra Sinfônica de Viena sob regência de Paolo Corignani.

Estreou na França em 2016/2017, interpretando a Condessa de Almaviva em As bodas de Fígaro, de Mozart, na Ópera de Toulon.

Foi uma das vencedoras no Concurso Paris Opera, no Théatre des Champs-Élysées, em Paris, e também foi premiada no Concurso Giusy Devinu em Cagliari, Itália.

Em abril de 2017, cantou as Bachianas Brasileiras nº 5 de Villa-Lobos no Teatro Real de Madrid. Recentemente, foi convidada a cantar acompanhada pelo pianista Craig Terry em concerto organizado pelo Concurso Neue Stimmen na casa do embaixador alemão em Washigton, Peter Wittig.

Sua conquista mais recente foi em junho de 2018, ao se tornar uma das vencedoras do Concurso Internacional Belvedere, em Latvia. Como prêmio, realizou apresentações no Aalto Theater und Philharmonie Essen, Alemanha.

Desde janeiro de 2018, Camila Titinger tem se apresentado com Plácido Domingo em concertos em varias cidades, incluindo Ljubljana, Strassburgo e Boston.

Em 2019 fez seu debut em Londres, no Garsington Opera Festival, interpretando Donna Anna em Don Giovanni de Mozart.

Cantou pela primeira vez no Teatro Solís de Montevidéu como Pamina, em A flauta mágica, e estrou no papel de Hanna Glawari, na opereta A viúva alegre no Theatro Municipal de São Paulo.

KNY_7942a copy copy

Sobre—-

Camila Titinger, soprano lírico ítalo-brasileira, tem tido grande destaque na Europa nos últimos três anos. Nesse período, tem também atuado nos papéis principais de soprano nas mais importantes salas de concerto e teatros de ópera do Brasil. 

Em 2015, Camila foi umas das vencedoras do Concurso Internacional de Canto Neue Stimmen, na Alemanha, e em 2016 cantou no concerto de abertura do Festival Bregenz, na Áustria, com a Orquestra Sinfônica de Viena sob regência de Paolo Corignani.

Estreou na França em 2016/2017, interpretando a Condessa de Almaviva em As bodas de Fígaro, de Mozart, na Ópera de Toulon.

Foi uma das vencedoras no Concurso Paris Opera, no Théatre des Champs-Élysées, em Paris, e também foi premiada no Concurso Giusy Devinu em Cagliari, Itália.

Em abril de 2017, cantou as Bachianas Brasileiras nº 5 de Villa-Lobos no Teatro Real de Madrid. Recentemente, foi convidada a cantar acompanhada pelo pianista Craig Terry em concerto organizado pelo Concurso Neue Stimmen na casa do embaixador alemão em Washigton, Peter Wittig.

Sua conquista mais recente foi em junho de 2018, ao se tornar uma das vencedoras do Concurso Internacional Belvedere, em Latvia. Como prêmio, realizou apresentações no Aalto Theater und Philharmonie Essen, Alemanha.

Desde janeiro de 2018, Camila Titinger tem se apresentado com Plácido Domingo em concertos em varias cidades, incluindo Ljubljana, Strassburgo e Boston.

Em 2019 fez seu debut em Londres, no Garsington Opera Festival, interpretando Donna Anna em Don Giovanni de Mozart.

Cantou pela primeira vez no Teatro Solís de Montevidéu como Pamina, em A flauta mágica, e estrou no papel de Hanna Glawari, na opereta A viúva alegre no Theatro Municipal de São Paulo.